12 março 2009

vastas confusões entre moda, tendência de moda e estilo pessoal

esse blog foi criado com a intenção de refletir sobre estilo pessoal. a idéia, portanto, é usar informação de moda de forma crítica. em alguns posts, por exemplo, tento diferenciar moda (o jeito de vestir de muitos) e estilo (o jeito de vestir de um). tento também entender a moda enquanto comportamento, atravessada pela economia, música, política, arquitetura, história... vocês me acompanham?

por exemplo, de manhã, quando escolhemos a roupa que usaremos no dia, estamos escolhendo um modo de nos apresentar. é de um jeito que nos identifica com os nossos colegas? que nos faz aceitos no trabalho ou na escola? ou é de um jeito que nos torna diferentes? um pouco diferentes? ou muito diferentes?

algumas pessoas, como Carolina ,
mostram em seus blogs (http://fraucarolina.blogspot.com/)
a roupa que escolheram para passar o dia

se eu escolho uma roupa romântica, tipo com laços e babados, o que quero transmitir? se eu escolho uma roupa hippie, tipo bata e chinelos, o que quero transmitir? se eu escolho uma roupa chique e grifada, o que quero transmitir? e se eu pareço não escolher a roupa que visto, o que quero transmitir?

Cristiana é outra que mostra em seu blog (http://hojevouassim.blogspot.com),
o humor e as idéias do dia "estampados" em suas roupas.
nas fotos acima: um dia sexy, outro desencanado

a questão é que sempre transmitimos algo com nossas roupas, pois elas compõem nosso comportamento, falando de nossas idéias e valores. e o que transmitimos é moda? é estilo? afinal, moda e estilo não dizem respeito ao modo de vestir? então, quais diferenças e confusões existem entre eles?

vejamos. a moda é a forma como se vestem um grande número de pessoas, em uma determinada época. logo, não é só o que está nas passarelas e nas vitrines das lojas caras. é muito mais o que está nas ruas e é de fácil acesso.

na verdade, as passarelas tentam lançar moda, sugerindo o que pode cair no gosto popular, mas hoje em dia, são as novelas - na cultura brasileira - e/ou as celebridades que fazem isso com muito mais rapidez e facilidade.

outro exemplo para deixar claro que a moda é muito mais do que as coleções desfiladas é que nos anos 60 (e início dos 70) uma moda que pegou, denominada
hippie, estava traspassada pela recusa dos valores vigentes na sociedade americana, pelo interesse na religiosidade oriental e por desejos de liberdade, comunidade, paz e amor. o lema flower-power contagiou os jovens que se recusavam a servir em uma guerra sem sentido (a guerra do Vietnã, que extendeu-se por cerca de 16 anos e sacrificou milhares de vida) e estampou seus objetos e vestimentas.

vã com flores e estampas hippies

vale ainda lembrar que os hippies eram também anti-consumistas e que, portanto, incrementavam-se de trabalhos manuais - como a costura em patchwork e a pintura em tie-dye - de objetos de brechós e de misturas do que já possuíam - por exemplo, o jeans - com referências indianas.

a moda hippie em seu comportamento contracultura, anti-consumo

então, andar e estar na moda, enquanto o comportamento de uma época, é bem mais fácil do que se imagina. um pouco mais difícil é andar de acordo com as tendências que aparecem nas passarelas, ou seja, que ainda não caíram no gosto popular. a confusão "estar na moda" e "estar na tendência de moda" é muito comum e aparece, de um lado, nos que julgam "fora de moda" os que não estão vestidos com a tendência de moda e, de outro, dos que se julgam não usuários de moda por não irem atrás da última tendência de moda.

além disso, há outra confusão, entre estilo e tendência de moda. o estilo é o jeito como cada um se veste - uma espécie de marca pessoal e que, por isso, destaca a pessoa "da multidão". a tendência é o que pode vir a entrar na moda e que ainda não estando na moda, também tem um frescor que produz um destaque. mas ter estilo não é usar ou não usar a tendência de moda. a pessoa que tem o jeito dela de se vestir pode não seguir tendências ou, no mínimo, ser crítica em relação às tendências, usando apenas aquelas que combinam com ela, com o que ela pensa e é.

se hoje eu me propus a escrever tudo isso, um certo resumo esclarecedor, é para deixar evidente que a idéia do meu blog é valorizar o estilo pessoal e que, para isso, falo de moda e tendência enquanto informação e ferramenta de uso possível. tento ainda fazer com as que as pessoas possam reconhecer que a moda não é só dos fashionistas e não se resume às tendências de moda. um outro jeito de dizer é que enquanto a moda é "de muitos" e as tendências são "de poucos", o estilo é de "cada um", exigindo de quem o busca, críticas em relação à moda e às tendências, que o separe das obrigações e regras de um grupo (grande ou pequeno!), ao construir regras próprias de se vestir.

Alexa Chung é reconhecida como dona de um estilo pessoal.
ela saiu na Revista Elle deste mês (março de 2009),
assumindo não gastar muito com moda,
ao explorar peças em brechós e lojas de departamento
(clique na imagem para vê-la maior)

percebo que esses esclarecimentos entre moda, tendência de moda e estilo pessoal é o próprio conteúdo desse blog e o que me resta é prosseguir falando do assunto. afinal, acredito que aqueles que querem construir o seu modo de transmitir suas idéias com suas roupas, podem fazê-lo - com um certo trabalho e criatividade, mas podem!

16 comentários:

  1. Adorei o post! Obrigada pelo reconhecimento! Beijocas!

    ResponderExcluir
  2. Oi Raq´s, gostei muito deste texto, principalmente porque vc apresentou suas idéias e conhecimentos de forma organizada e de fácil entendimento. Seu blog é otimo, continue assim!
    Este é o fascínio que a moda desperta, a roupa, não apenas como uma roupa, mas como uma resposta, um protesto, um sentimento, um humor, uma obra de arte, e sei lá mais o que lhe der na cabeça. As desavisadas que me desculpem, mas estilo é fundamental. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. primeira vez que venho aqui, ótimo post, claro, com começo, meio e fim. só demoro um pouco a me acostumar com tantos negritos...
    mas entendo que seja seu ESTILO. ;)

    ResponderExcluir
  4. Eu quero essa kombi!!!! ^^
    Adorei o seu blog!

    ResponderExcluir
  5. Gostei do esclarecimento, bj, Ré

    ResponderExcluir
  6. Raquelzinha,
    Gostei de saber que existem estas diferenças. Até achava que não tinha nenhum estilo, agora entendo melhor. Parabéns pelo trabalho. Beijos

    ResponderExcluir
  7. oi
    resumindo
    então moda é o é de fácil acesso...
    tendência é o que talvez vire moda...
    e estilo é pessoal
    acho q entendi :)
    comecei a acompanhar seu blog tem pouco tempo e ja estou adorando
    ta d parabéns
    bjo :)

    ResponderExcluir
  8. Que bom que consigo então, a cada posto eu fico tentando arrancar da minha cabeça boas idéias, geralmente relacionadas à música, ao cinema, etc!

    =***

    ResponderExcluir
  9. ótimo texto! esclarecedor. te adicionei no meu blog, ok?
    xêro da lual.
    http://lualhoje.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. oi Luciana! seja muito bem vinda!
    beijo!

    ResponderExcluir
  11. Olá Raquel,

    Foi um prazer conhecê-la. Espero vê-la em outros eventos. Adorei esse post em particular, já que é uma tendência que tenho observado na blogosfera de diário do outro, como chamo. Deixo link do meu blog para você passar por lá. Abraços,
    Joyce

    http://palavraslevaovento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá... Como vai???
    Querida adooooooooorei seu blog...
    Estou participando!
    Estarei sempre por aqui!!
    Passa lá no meu cantinho tambem!
    E se você gostar... participa tá
    dayfrancaloira2006.blogspot.com
    Ficaria muito grata!
    Obrigado!
    Beijos!
    Day!

    ResponderExcluir
  13. Eu não conhecia o seu blog, na verdade, uma pessoa conhecida que me indicou e disse que eu iria me identificar, pois a maioria das pessoas falam sobre o meu jeito de vestir, o "meu estilo de ser" e, realmente, eu gostei muito. Vale lembrar que existem muitas pessoas que precisam da moda para se orientarem, porque em muitos casos, elas têm medo de errar, de ousar se vestir de forma não-padronizada e ser julgada pelos "críticos"... Diferentemente, de quem tem estilo e pouco se importa com o que os outros vão falar da sua vestimenta. Para estas pessoas seguir a moda é indiferente porque elas são a própria moda.... Mas é certo de que neste cenário há espaço para todos.... Parabéns pelo blog, muito bom MESMO!!!
    Agora eu compreendo que o fato de eu andar com o cabelo pra cima, parecendo uma pedrita e com uma flor que as pessoas só usam no baile do Havaí,não é algo para "chocar", é apenas o meu estilo...
    Um dia um homem me disse que eu parecia um coqueiro ambulante que usava fronha (referindo-se às minhas calças largas e floridas)... E eu respondi: Deve ser a fronha que você gostaria de dormir... Ele se calou... Este é o preço que se paga por ser "diferente"...

    ResponderExcluir
  14. Olá!!!

    Navegamos no seu blog e gostamos muito do seu trabalho. Somos uma Boutique Virtual e podemos enviar sempre as novidades para que você veja e confira, ok?
    Trabalhamos com as marcas:
    • Louboutin
    • Marc Jacobs
    • Balenciaga
    • Michael Kors
    • Tom Ford
    • Cavalli
    • Anya Hindmarch e muito mais...
    Nosso Site: www.madeinmoda.com.br
    Bjs.e Parabens pelo Blog!!!

    ResponderExcluir
  15. Estava procurando uma imagem flower power e me deparei com o seu blog! Encontrei mais do que procurava... apesar de não ser da área da moda, me identifiquei pelo seu estilo e pela nossa jornada "espelhada", pois sou uma paulistana que mora em minas e que usa as palavras para se expressar... Gostei muito do que vi e li no seu blog. Vou seguir esse retalho!

    ResponderExcluir