23 março 2009

fina estampa

hoje eu quero falar de tendências de um outro jeito, facilitando a presença delas em nossas vidas, ao buscar referências também "pertinho de nós". vou dizer sobre a mistura de estampas, que surgiu em diversos desfiles do inverno 2009, nas passarelas do são paulo fashion week. vamos ver?

a composição de estampas apareceu como
uma ótima opção dos looks masculinos.
aqui: Ronaldo Fraga, Do Estilista, V.Rom e Colcci


unir estampas não é algo muito comum - poucas pessoas fazem - e o motivo é que não é qualquer mistura de estampas que costuma cair bem, que costuma produzir uma "fina estampa". em geral, só aquela que comporta uma regrinha, a de harmonia nas cores das estampas, o que dá a impressão de continuidade - característica de toda, ou quase toda, boa produção.

reparem, acima, que na primeira foto a mistura é de estampas de
cores irmãs (da mesma cartela), enquanto nas seguintes misturam-se estampas de cores comuns. o look da V.Rom, por exemplo - que é muito legal! - tem o rosa, o azul, o amarelo e o preto nos tecidos xadrez e listrado e que, por isso, ainda permitem a mistura com peças de tons neutros e irmãos, de cinza e bege.

estampas combinadas em roupas para elas,
de Alexandre Herchcovitch, Simone Nunes, Animale e Cavalera

vejam que a regra de combinação de estampas também se repete nesses looks femininos. na primeira foto a cor azul é que produz continuidade, já na segunda, são a bege e a verde, na terceira, as cores irmãs e na última, a preta.

essa atenção às cores na hora de "se estampar" já nos abre várias opções. dá para usar duas estampas diferentes, estampas iguais de tamanhos diferentes, estampas iguais de cores diferentes. e o mais importante continua sendo se olhar no espelho, que sempre diz se está bonito ou não.

o que ainda quero assinalar é que se isso apareceu na passarela, enquanto uma tendência de moda - algo que não é mesmo comum, pelo menos por enquanto - também não é tão estranho assim. vejam essa antiga foto de família e reparem na senhora mais velha, ao centro.

a mistura de estampas, aparentemente estranha, pode ser familiar

ela está combinando um vestido estampado com um lenço de outra estampa, mas com cores iguais. e não está fina? então, antes de concluir que unir estampas em um mesmo look é coisa apenas de passarela, que tal perceber que nossos avós já souberam como ousar na estamparia?

6 comentários:

  1. Oi Raquel,

    Gostei dos comentários da mistura de estampas.

    Que tal dar umas aulas para o Agostinho da Grande Família? (rsrsrs)

    Abração.

    ResponderExcluir
  2. vc tem razão, aqi em casa também tem várias fotos de família com a combinação de estampas... e ficava bom. Faziam no instinto coisas que temos que reaprender a fazer. Acho que esse mix dá muita personalidade ao look
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Pois é, João! Tem uma mistura de estampas, diferente dessa que apareceu no SPFW, que não segue a regra das cores. Ela é, por isso, chamada "crash de estampas" e o Agostinho é uma boa lembrança.
    Bom ter você por aqui!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. E Fabianne, essa mistura de estampas dá mesmo muita personalidade ao look, até porque são raras pessoas que a fazem. E, pela sua ascendência familiar, você pode ser uma delas, não?!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Olá tia Quel,
    adorei a dica, inclusive da fiz uso dela!!
    Deu até vontade e comprar uns lenços pra usar na cintura, cabelo, pescoço...

    Bjos,
    Nina

    ResponderExcluir
  6. Que bom que você conseguiu fazer uso da idéia, Mary! Vale, contudo, arriscar outras misturinhas. Não precisa ser só lenços, mas "parte de baixo" com "parte de cima", sobreposições de blusas... tudo que seu guarda-roupa e seu "espírito" permitir.
    Beijos!

    ResponderExcluir