07 março 2009

guarda-roupa entulho - parte 3

a última vez que falei sobre guarda-roupa - e chamei de parte 2 - foi em 13/01/2009. vamos prosseguir? afinal, é muito provável que você tenha se deparado com muita roupa encostada, sem uso, acumulando amasso, poeira e cheiro. os motivos podem ser vários: excesso de roupas ou peças repetidas (tipo muito parecidas!) ou que não servem mais ou que contêm estragos.

se você tem roupas em demasia, livre-se delas! como eu já disse aqui no blog, o excesso entulha e, de modo mais provável, não é a favor do estilo, porque não deixa as coisas visíveis e não facilita as combinações.

as peças repetidas, quando muito repetidas - o que não é incomum no armário de algumas pessoas - são um sinal de consumo desnecessário. em geral, são peças que a pessoa sabe que gosta e, por isso, compra a cada oportunidade que tem. por exemplo, vai num bazar e compra a bata que viu porque gosta de bata, mas não calcula que já tem tantas blusas do tipo bata no armário.

essas extras devem ser doados ou reservados para um "bazar entre amigos". sabe como? como um dia de encontro na casa de alguém, cada um levando as roupas (e também acessórios) para passar à frente, em trocas ou mesmo "pequenas vendas".

já as roupas que não servem mais ou estão estragadas podem ganhar utilidade, desde que reformadas. aliás, se é um bom tecido, vale a pena! algo possível com uma dose de criatividade e uma boa costureira. difícil?! menos do que se imagina!!!

olhem a roupa de uma amiga que veio parar nas minhas mãos! ela foi ganhada de uma parente, exatamente porque se apostava na possibilidade de aproveitamento. o tecido é um shantung de seda estampado em xadrez preto e branco. isto é, um tecido chique, de estampa clássica! e o modelo atual, apesar de interessante, pode ser usado em grandes eventos.

a peça que estava sem uso é em shantung de seda xadrez,
num modelo saia longa


a idéia que eu propus, conhecendo minha amiga, seu estilo e proporções, foi a de transformar a longa saia numa saia mais curta, na altura dos joelhos, e também num bolero de mangas curtas e ombros marcados (no formato de trapézio invertido) - aproveitando a quantidade de tecido e seguindo a tendência apontada no último post.

assim, minha amiga terá um conjunto de saia e bolero, que poderão ser usados juntos, em ocasiões mais formais, e separados, em ocasiões mais cotidianas. vamos imaginar?


o look 1, mais formal, encara uma festa

o primeiro look, que "vai à festa", é a saia e o bolero juntos a um scarpin e uma blusa de seda e botões forrados, ambos na cor amarelo vivo, o que confere um toque de modernidade. os complementos seriam uma bolsa carteira nas cores roxa ou azul claro e uma delicada pulseira.

o look 2, mais informal, sai para circular à noite!

o segundo look, que "vai a uma balada", é a saia com uma camiseta de malha azul royal e uma sandália rasteirinha de dedo dourada. para acompanhar, bolsa preta com alcinhas de corrente dourada e uma correntinha.

o look 3 banca uma jornada diurna

o terceiro look "vai a um passeio diurno", mas também "encara uma reunião de trabalho". é uma calça skinny em jeans escuro, uma blusa de malha rosa choque e o bolero, acompanhados de sapatilha preta bailarina e um bolsa grande preta ou prateada. para finalizar, brincos compridos e geométricos, à la anos 80.

é claro que os desenhos são apenas ilustrativos e de algumas das várias opções de looks, que podem ser modificados de acordo com o que já se tem. o principal aqui é apontar que uma roupa aparentemente perdida ganha vida com uma reforma, de maneira criativa e ainda econômica.

antes de levar à costureira, a peça deve, contudo, passar numa lavanderia para retirada de sujeiras e amarelados. aliás, jamais guarde no armário roupas sujas, com manchas, uma vez que quanto mais o tempo passa, mais difícil retirá-las. depois sim, a roupa estará pronta para ganhar novos cortes e costuras.

5 comentários:

  1. Raq´s, adoro reformas. Minhas calças viram bermudas, camisas de manga longa, viram camisas de manga curta, e frequentemente reaproveito estampas de camisetas. Durante a adolescência, adequei várias peças antigas de Papai à minha silhueta. Era o máximo.
    Mas me permita discordar de sua sugestão para a saia que lhe chegou às mãos. Este tecido/estampa é extremamente "senhoril" e não acho que deva ser usado como conjuntinho... ficaria com cara de beata! Intercalar o conjuntinho com acessórios retrô seria uma saída para fugir do look beata, mas ai corre-se o risco de ficar com cara de modernete de periferia all brecho. Outra coisa: detesto boleros. Essa peça se tornou "modinha", ao mesmo tempo que era tendência. Se de um lado a Gucci lançava uma peça de tafetá, do outro, a Edilaine que tem uma barraca ali na esquina, vendia uma peça de crochê. O que se vê, é muita gente feia e sem estilo usando bolero (cada combinação pior que a outra), achando que tá abafando. Fiasco. Excessão para Ammy Winehouse, que dentro daquela estética junkie, arrasa com seus boleros, ostentando as costelas que lhe saltam. Sendo assim, de todas as suas sugestões, prefiro a saia, apenas. Para compor o look, o resto deve ser bem básico, ou para os muito modernos, vale poluir com diferentes estampas e cores, mas atenção, isso é para poucos! Deixo ainda uma outra dica: manter o comprimento original da saia, e reformá-la de forma a virar uma saia-pantalona. Para compor o look, uma boa blusa de seda, bem chique, verde água ou azul royal, com sapatos de salto alto. Ou para as básicas, uma camiseta lisa e justa, com sapatilhas. Bingo.

    ResponderExcluir
  2. Lico (Alexandre), temos opiniões diferentes a respeito do bolero e as possibilidades de usá-lo. Aposto no corte (deixando os ombros bem marcados, pontudos) e em combinações que glamourizam e/ou modernizam.
    Devo pontuar que minha amiga, quem me fez a encomenda, não corre os riscos que você apontou e aprovou minhas sugestões.
    De todo modo, sua idéia, sobre a saia-pantalona, também é boa, embora menos versátil.
    Beijos! Raq's.

    ResponderExcluir
  3. rsrs... tia Quel, adorei as dicas!!! Preciso da consultoria URGENTE!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá Raquel,td bem? adorei sua criatividade e te desejo muita sorte no futuro,quem sabe vendendo suas obras? caso tenha interesse possuo uma enorme gama de roupas, ternos, jaquetas de couro,calças jeans,camisas,a maioria de grandes marcas,estilo anos 80 e estado legal para vender. meu e-mail é sabrina.gelu@netsite.com.br . Abraços....Sabrina Oliveira

    ResponderExcluir
  5. Oi Sabrina! Escreverei para você.
    Abraços, Raquel.

    ResponderExcluir